3

Eu mereço?

Posted by InTrUdEr on 00:00 in
Acabou de me ligar uma "amiga" (escrito com aspas, é porque eu, em algum ponto do passado, me iludi pensando que algo poderia acontecer entre nós).
Me liga dizendo que está com saudades, que eu não apareço nos locais de sempre, que não me encontra como antes.
Até aqui, o mesmo papo de todas as "amigas".
Papo rolando, ela pergunta:
-Mas como você está? Tem saído com alguém?
(caramba, o que responder?)- Errr... sabe como é, sem tempo nem pra me coçar, quanto mais conhecer alguem legal pra sair.
-Mas, você está sozinho no momento?
(OPA!, será?) -É, estou,(pausa de 3 segundos que duraram 3 horas) e você?
-Eu to com o Adalgiso (nome fictício), tô te ligando porque eu quero ir no cinema e minha prima tá sem companhia, você tá a fim de ir com a gente?
( Como é? Estão colocando mulher na minha fita?) - CLARO! quando vai ser?
- Domingo agora, sessão das 19:00 no shopping.
-Legal,( alarme alarme, não se empolgue!) te encontro aí na sua casa ou lá direto?
- Melhor lá, aqui em casa pra você é meio contramão. Minha prima vai chegar primeiro e te esperar na porta.
- Blz. (ALARME!) Como ela é?
- Vou te mandar uma foto. Qual seu e-mail?
-seraquevaidarpraia@desesperado.com
-Ok.


QUERO MORRER >>> FOTO DA PRIMA!

Obs.: Claro que a foto não é essa. Eu não colocaria a foto real.
Mas tá beeeem perto disso.

Links para esta postagem
1

Teoria do Big Bang

Posted by Lucy Heart on 02:18 in
Acredito na ciência, acredito na Teoria do Big Bang, acredito no evolucionismo de Darwin.
E, acima de tudo isso, acredito em Deus.
Você deve estar se perguntando como. Seguinte:
A Bíblia não foi escrita por Deus, Jesus, ou Espírito Santo. A Bíblia foi escrita por homens, contando a sua versão da história (na maioria das vezes, séculos depois do ocorrido). Não me venha falar que as pessoas que a escreveram estavam sob inspiração do Espírito Santo, ainda é difícil ser imparcial.














Portanto, como as pessoas sabem de Adão e Eva?
Elas não sabem. Algumas igrejas admitem que Adão e Eva e tudo o mais são parábolas. Aceite isso, tudo será mais fácil.
Claro que Deus criou o homem, claro que descendemos das esponjas. Tudo começou por algum ponto. Aquela proteína que se formou na água, dando origem à vida, ali está Deus.
Por quê? Não faço a mínima idéia. Não vim aqui para dizer-lhes o sentido da vida, mas acredito piamente que algum deve haver. As provas? Nenhuma. Não vou dizer sobre como a água quimicamente é diferente de outras moléculas, possibilitando assim a vida, não acho que isso tenha valor como prova, acho que não existem provas. O que importa é o que eu sinto.
E eu sinto que existe alguém "olhando" por nós. Não tenho uma religião bem definida, mas minha família é católica. Acho muito reconfortante (quando acordo assustada, ou com medo) rezar.
Inclusive acho que esse é o sentido da religião, dar conforto (só precisamos nos deixar ser confortados) e não há nada de errado nisso.
Se formos analisar, a maioria das religiões prega a mesma coisa, só muda a forma (e atualmente, o nível de hipocrisia, mas isso fica para outro post). Se pregam a mesma coisa, o que muda na hora de escolher uma, é como você se sente em relação ao que lhe é dito em cada.
Só não vale levar ao pé da letra.















Lembremos que os livros nos quais se baseiam muitas religiões, foram escritos séculos, milênios atrás. E sua linguagem deixa abertas várias interpretações diferentes. Contando que se respeite o próximo, e aquele velho ditado "a sua liberdade acaba quando a do outro começa", não acredito que você será mandado para o mármore do inferno, purgatório, próxima vida como barata nem nada do tipo.
Mas quando você queria muito uma coisa, pediu ela mentalmente, e aconteceu (mesmo contra todas as probabilidades), vai dizer que você nunca considerou um poder maior?
Chame como quiser, Deus, Cosmo. Para mim são a mesma coisa.

To be continued.


Ps.:Todas as opiniões registradas acima são pessoais. Você não é obrigado a concordar.

Links para esta postagem
39

Como é a vida de um ateu?

Posted by InTrUdEr on 02:50 in


Definição de ateu, segundo a Wikipédia:
O ateísmo ou ateía (não confundir com atéia, feminino de ateu) em um sentido lato, refere-se à descrença em qualquer Deus, deuses ou entidades divinas.

Eu sei que assunto relacionado a religião é “terreno minado”, e exatamente por isso milhares foram, são, e serão mortos. Esse é o grande problema das religiões. Se fosse coisa boa, só existiria uma e ninguém morreria por ela.

Sendo assim, vou falar como é viver sem ter nenhuma.

A vida de um ateu.

Um ateu acorda na hora que tem que acordar. Ele não se curva pra lugar nenhum em nenhuma hora do dia a não ser para pegar algo que tenha caído no chão. Ele não tem hora marcada pra falar com Deus. Afinal, Deus é invenção de homens. E como tal, tem falhas. E são falhas enormes. E por serem falhas enormes não podem ser consertadas. No máximo remendadas. E remendo não presta. Seria melhor começar do zero. Mas agora é tarde. A mentira se espalhou de tal forma que é impossível zerar.

Sendo assim, o ateu não se preocupa com religião, com maldições, com milagres, com arrebatamentos, com virgens no paraíso.

Ele se preocupa com o aqui e agora. Ele se preocupa com as contas, com os compromissos de trabalho, com as pessoas que estão a sua volta. Já são muitos os problemas diários, e ele não quer arrumar mais alguns indo a uma igreja/templo.
O salário é suado, difícil de ganhar, complicado manter. E dez por cento fazem falta.

Agora, um pouquinho de um assunto interminável...

COMO ASSIM ATEU?
















As maiores religiões do mundo e seus livros sagrados são:

Cristianismo: Bíblia
Judaísmo: Torá e Bíblia
Bramanismo: Mahabharata
Hinduísmo: Rig-Veda
Islamismo: Alcorão






















Então o ateu, que é um “bom ateu”, e que se informou sobre as religiões antes de se decidir a não seguir nenhuma delas, não entende umas coisas.

Coisas que não fazem sentido algum:

Tendo a Bíblia como primeiro livro lido, não há como aceitar certas "idéias" contidas ali.
“Jesus é o filho de Deus, e morreu na cruz para salvar todos nós.”
“Seguir seus passos garantirá a vida eterna”
“Ele morreu na cruz para expiar nossos pecados”


Então uma pessoa que veio do Onisciente, Onipresente, Onipotente morre para “nos salvar”. Nos salvar de quê? Como alguém morre no ano 33 e eu aqui em 2008 fui salvo?

No mínimo sem sentido.

Seguir os passos de Jesus o levará a morte aos 33 anos.
Ele morreu na cruz para expiar os pecados de quem nem tinha nascido?
Muito bonito, mas ainda sem sentido.

Não estou aqui dizendo que a Bíblia é toda assim, sem nexo e complicada, com ensinamentos que dão margem a interpretações diversas. Tem muita coisa direta nela. E é DIRETA MESMO. Estilo soco na cara.

Basicamente, a Bíblia é isso:

“Ou segue o que eu digo, ou todas as maldições do mundo cairão sobre você e seus descendentes.

Sem margem a interpretações diferentes. É isso. Ameaçar e converter.

Pra mim, não serve. E pra você?

O Alcorão vai pelo mesmo caminho, ou até pior, pois prega que quem não é seguidor de Alah é infiel e merece a morte. Sem comentários. Não dá pra engolir uma religião que trata quem pensa diferente como o inimigo a ser combatido e morto.
E aonde morrer matando o maior número de infiéis é honroso e recompensador, com aquele papo aranha de virgens no paraíso? Só faz sucesso mesmo nos desertos do oriente médio, aonde o sol cozinha os miolos e o cara aceita tudo isso achando bom negócio.

Lembrando que eu lí os livros sagrados. Não aceito pensarem por mim para decisões sobre a minha vida. Tenho um cérebro, e é pra ser usado.

Vamos pro Bramanismo, aonde o Mahabharata, que pode ser considerado um verdadeiro manual de psicologia-evolutiva de um ser humano é uma obra imensa, humanamente impossível de ler por completo, mesmo porque é difícil encontrar as traduções de todos os livros (acredito que ainda não exista de todos) mas que tem sub-divisões como o Bhagavad Gita, aonde dá pra ter uma idéia de leve do que se propõe a ensinar.

O complicado do Bramanismo são os nomes das coisas, que para ocidentais não fazem sentido algum, mas para eles, são coisas do dia-a-dia. São ensinamentos extensos, interessantes e muito bem escritos, mas falta aquela simplicidade de sempre dos textos sagrados. São complicados de entender e também dão margem a interpretações diversas.O Bhagavad Gita narra a preparação de Arjuna para a guerra, na qual seria auxiliado por Krishna. O texto demonstra de forma clara o poder destrutivo de diversas armas de destruição em massa, que foram utilizadas por Arjuna na batalha.
Logicamente para que esse texto seja bem compreendido ele deve ser interpretado e transformado em ensinamentos de valor moral. Mas do jeito que está, só parece um monte de bravatas de guerreiros que tem o poder de destruir tudo e todos. Não é de fácil compreensão e como eu disse antes, dá margem a diversos modos de entendimento.

Parece que a idéia de existir textos sagrados é complicar para confundir.

Se fosse coisa de alguém que quisesse o bem de outros, que quisesse ser compreendido rapidamente sem sombra de dúvidas, escreveria ou falaria claramente o que é certo e o que é errado. Mas quem disse que a idéia era essa?
É complicado propositalmente.

Já o Hinduísmo e seu Rig-Veda é basicamente um livro de cânticos em honra aos deuses hindús. Muitos ensinamentos interessantes, também bastante extensos e antigos. As mais antigas passagens do Rig-Veda referem-se aos três deuses védicos, Indra, Mitra e Varuna, e recordam a luta épica dos arianos védicos com os habitantes originais. Novamente parecem narrativas de heróis de guerra. E guerra não serve a elevação “espiritual” de ninguém.

Conclusão a que cheguei após ler muito sobre muitas religiões.

Seus livros sagrados são feitos para confundir, impedir a compreensão fácil e tornar seus seguidores ovelhinhas sem vontade própria. Toda e qualquer pessoa que se propuser a ler esses mesmos livros, utilizando imparcialidade e mente aberta, vai perceber coisas estranhas que não fazem o menor sentido.

O texto já está enorme, e tenho dúvidas que os leitores tenham chegado até aqui.
Mas já está acabando.
Pelo menos, o post de hoje está.
O assunto não. E voltarei a escrever sobre ele brevemente.

Sendo assim, eu resolvi que vou criar a minha própria religião.

Não posso? Claro que posso.

A minha se chama VIVA O MELHOR QUE PUDER!
Junte-se aos ateus.
Temos “mandamentos”:

Seja correto em suas ações.
Não aceite nada sem questionar.
Ajude quando for possível ajudar.
Não espere nada cair do céu.
Não se sacrifique, nem sacrifique ninguém por nada.

Tem alguma idéia pra um “mandamento”?
Fique à vontade.
Nada é definitivo na minha "religião".

Ah sim, importante! Não quero 10% de seus ganhos. Caso faça questão, transforme esse dinheiro em comida, brinquedo e roupas, e saia pelas ruas de sua cidade distribuindo a quem precisar. É muito mais útil do que ficar construindo igrejas/templos por aí e verdadeiramente estará sendo utilizado para o bem.



A vida já é bastante complexa pra eu ter que ficar pensando no que vem depois da morte.
Quando o depois chegar, e eu souber o que esse “depois” é, farei o meu melhor nessa outra fase também.

E por favor, nos comentários, evitem me ameaçar de “fogo eterno”, “doenças”, “se converter pela dor”, “quando você precisar vai chamar por Deus” ou qualquer outra forma de persuasão pela força.
Não acredito em nada disso.

E fiquem com essa tirinha, que achei perfeita para a teoria do que pode ter sido o início das religiões.
Não sei o autor.
Me passaram ela pelo e-mail sem citar a fonte. Se alguém souber de quem é, informe nos comentários e darei os créditos e link.


Links para esta postagem
0

As estranhas leis de nossa nação

Posted by Lucy Heart on 02:36 in
Segundo a Wikipédia, liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões,idéias e pensamentos. É um conceito-base das democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral. Mas quando a liberdade de expressão p
assa a ser um atentado? Seja o mesmo à moral, ao pudor, etc.
A própria lei é divergente.
Na constituição nos é atestado o direito de nos expressar, inclusive pela mídia sobr e quem ou o quê desejarmos. Mas experimente escrever em uma revista, algumas verdades ( por mais que "feias", ainda verdades) sobre um político, e veja se não será processado por calúnia, difamação ou injúria.
(Diogo Mainardi que o diga)
A calúnia consiste em atribuir , falsamente , à alguém a responsabilidade pela prática de um fato determinado definido como crime.

A
difamação , por sua vez , consiste em atribuir à alguém fato determinado ofensivo à sua reputação. (sendo verdade ou não)

A injúria , por outro lado , consiste em atribuir à alguém qualidade negativa , que ofenda sua dignidade ou decoro. (de novo, sendo verdade ou não)

E cometer qual/quaisquer dos crimes acima contra contra a honra do Presidente da República ou chefe de governo estrangeiro, é bem pior.
Mas como é atestado na con
stituição o contrário, na maioria das vezes, sua condenação ou não depende do seu dinheiro para pagar um bom advogado (não respectivamente).

Agora, atirar sapatos tá liberado. Se você for jornalista, no máximo apanhará um pouco. Nada de processos.



Links para esta postagem
1

Vou tentar não destruir meu castelo.

Posted by InTrUdEr on 03:31 in
Amigos e amigas, por favor leiam isso.

Primeira e única tarefa para vocês: não estranhem meu comportamento.
Estou assim porque me falta a "metade da laranja".
É realmente esquisito isso de relacionamentos. Quando você acha que é a opção mais lógica,vem um tal de coração e joga a lógica por água abaixo.

O amor não é lógico.

Ele não está nem aí pra você. Se você construiu um castelo, enfeitou ele todo pra receber a sua princesa, decorou com as mais belas coisas do mundo, preencheu os espaços vazios com respeito, conhecimento, amizade (porque não?) e carinho, nada disso é a certeza de que o amor irá te ajudar. Ele é indefinido, e tão incerto quanto a direção do vento.

Confesso que caí nessa armadilha. Eu já estava colocando a bandeirinha do topo da mais alta torre, quando percebi que faltava um detalhe. Eu não tinha perguntado a princesa se ela queria morar nele.

Aí foi uma correria! Cartas, recados, olhares, viagens, perguntas, até que veio a resposta. A princesa não queria morar comigo no castelo, ela queria somente ver ele por fora, admirar e nunca entrar nele.

Pensei. "Poxa, ela nem quis ver o castelo por dentro pra saber como é, se lhe agrada morar nele, se eu fui um bom arquiteto/engenheiro/decorador. Ela não quis nem mesmo tocar a porta."

Pois é, o tal do amor não me ajudou.

Saber que o que você construiu não vai ser admirado por ninguém te faz pensar se vale a pena construir outro, pra outra pessoa, no futuro.

Fiquei dono de um castelo sem princesa, admirando uma obra terminada sozinho.
E acho que acabei expulsando a princesa pra além dos muros, porque ela não quer mais falar nada comigo. Nem admirar meu castelo como fazia antes.
Pior do que ter construído, é agora ter de derrubá-lo.
Porque nem mesmo por fora ela quer olhar pra ele.

Culpa minha mesmo, que coloquei fosso com jacarés em volta.
Mas vou retirar logo logo.

Basta que a princesa aceite minhas desculpas.
E eu retiro os jacarés.


Metáforas... o que seria de mim sem elas?

Links para esta postagem
4

Dia perfeito

Posted by InTrUdEr on 09:00 in
Cheguei à casa dela na hora marcada.
Beijão desentupidor de pia no portão.
Espalmei a mão naquela bunda linda.
A irmã vê tudo isso e dá uma risadinha.
Entro na casa.
Que monte de mulher é esse? (Não que eu esteja reclamando)
Era dia de reunião das amigas.
Nunca dei tanto beijo no rosto.
Muito deslocado, vou pro quarto com ela e pergunto o que está acontecendo.
Era um chá de panela, que foi marcado em cima da hora e de surpresa, pra uma amiga que ia casar. Coisa de improviso porque ninguém tinha trazido presente nenhum, só pra zoar mesmo.



Sem ter o que fazer, ela me diz pra ficar no quarto enquanto durar a bagunça.
Aqui tem internet banda larga.



As horas vão passar e eu nem vou ver.

Ela se vai, e eu, sozinho no quarto, começo a lembrar o que é um chá de panelas.
Reza a lenda, que chá de panela é a vingança da despedida de solteiro.
Tudo o que elas acham que a gente faz na despedida de solteiro elas se vingam nos chás de panela. Uma desculpa pra rolar uma sacanagem generalizada e sem "culpa" por causa da tradição da coisa.
Muito bem. Estou no quarto, só ouvindo gritinhos histéricos de mais ou menos 14 mulheres na faixa dos 20 anos, em uma reunião tipo cultos secretos das magias secretas da sociedade secreta das mulheres secretas.
Gritos de "tira tira tira".
Tira o que? Ô curiosidade.
-Errou! Tira!
-Acertou!
-Pinta ela!
-Errou! Tira!
Lá pelo sexto "tira" eu já não queria saber de internet. Eu só queria saber o que ela estava tirando.
Estou trancado no quarto.
TRANCADO!
Malditas portas sem fechaduras antigas.
Hora de espiar o "culto".
Com meu canivete suiço viro o MacGuyver (Magaiver) e destranco a porta.
Abri a porta, beeeem silencioso, e passei em direção ao banheiro, tentando olhar a sala.
Mais gritos de "tira tira".
Merda, não deu pra ver nada.
Voltei pro quarto sem que me vissem.
Eita, eu ví um sutiã sendo jogado no ar.
Eu ví?
Ah Não! Ou, AHH SIM! Era um sutiã mesmo.



Tem alguem sem sutiã na sala.
AAAAFFF!!!
Eu ví, eu ví, eu ví...
Tem três delas no centro da sala, pintadas de baton, com menos roupa do que quando nasceram.
Alguém mais erra uma pergunta.
Mais gritos de "tira tira".
Agora são 5 doidas peladas.
Xiii, me descobriram olhando.
Ao invés de me enfiarem a porrada, ou me expulsarem do "culto", me empurram para o centro da sala.
Sou cercado pelas 5 nudistas.
Estão passando a mão em mim. 10 mãos em mim.
Minha blusa some.
Aparece um treco melado (calma) tipo glacê de bolo, e me lambuzam com aquilo.
Levo uma rasteira e fico deitado no chão.
Minha calça some.
Deitado no chão, sou atacado pelas 5 loucas peladas.
Massagem com glacê em mim.
Sou lambido, chupado, apertado, beliscado, ado, ado, ado... (dedado não!)
Minha sunga some.
Peladão, no centro de uma sala com (agora) 10 mulheres nuas, todas meio embebedadas por causa das garrafas de vinho que agora eu vejo espalhadas, se esfregando em mim, e nelas mesmas. Uma doideira que eu vou lembrar pro resto da vida.
Porque eu não trouxe minha câmera filmadora? Ninguém vai acreditar.
TRIIIIMMMMMM!!!
Um telefone tocando em algum lugar da sala.
TRIIIIMMMMMM!!!
Nossa, que telefone alto.
TRIIIIMMMMMM!!!
Alguém atenda esse telefone logo.
TRIIIIMMMMMM!!!
Se for pra mim, não estou pra ninguém.
TRIIIIMMMMMM!!!TRIIIIMMMMMM!!!TRIIIIMMMMMM!!!
TRIIIIMMMMMM!!!TRIIIIMMMMMM!!!TRIIIIMMMMMM!!!
TRRRRIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMMMMMMMM!!!
...
...
...

Maldito despertador. Hora de levantar e ir pro trabalho.

Links para esta postagem
1

Posso ser sincero?

Posted by InTrUdEr on 20:32 in
Me perguntaram hoje...

O que te atrai em uma mulher primeiro?

- Eu olho primeiro ( escuto) o que ela tem a falar. Se sair só abobrinha desencanta.

- Ah, que legal, você não se liga no visual...


Pausa pro encanto chegar e se estabelecer, antes da tacada final.


-Mas claro que uma bunda bonita compensa qualquer papo fraco...

- Ah! Ridículo... (tapa)

Links para esta postagem

Copyright © 2009 De Responsa All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.