0

Mulheres são descomplicadas

Posted by Lucy Heart on 23:15 in
Depois de muito tempo sem postar, estava lendo um texto do Pedro (clique aqui para lê-lo também) e senti quase que uma necessidade de explicar tudo isso.

Sempre ouço reclamação masculina do tipo "as mulheres são muito complicadas, não dá pra entender o que elas querem" e mimimi. Bom, para você, namorado desnaturado, que não ama ela o suficiente desatento, aqui algumas razões para nosso bizarro, admito comportamento.

Pra começar que a mulher é insegura por natureza (também por um incentivo da mídia, mas isso é assunto para outro post). E muito. Você vê com facilidade gordinhos por aí, sem camisa, se divertindo, e sem ligar muito para o que os outros pensam. Quantas vezes você já viu uma mulher (comum, não-piriguete, e com alguma noção) com uma auto-estima elevada? Poxa, por mais que tentemos parecer confiantes,as vezes, até um olhar torto (com freqüência de outra mulher) dá uma desestabilizada. Por isso, quando sua namorada/peguete/mulher for ciumenta (tá, eu sei que algumas exageram), tente entender que não é por mal, ela só quer se afirmar. O quão difícil pode ser falar um "eu te amo"? Dê um trato nela Faça ela se sentir bem, e amada, que a tendência é ela ficar bem mais tranqüila.

E claro, as constantes mudanças de comportamento são um grande problema. Sim, tem uma explicação para a maioria das vezes. A TPM. Sei que parece desculpa, mas vale a pena tentar fazer vocês entenderem.

Você acorda e se irrita muito com a porcaria do passarinho que tá cantando na sua janela. PQP! Por que aquele m**dinha não se explode? Ou aquele po**a daquele gato inútil da vizinha não estraçalha ele? E assim se dá o seu dia.

Num lapso de lucidez, você liga toda carente para ele, só para falar bom dia, ser legal com o seu amor. Aí ele não pode falar, ou é menos simpático do que o esperado. Pronto. A lucidez desaparece e você volta para as trevas. "Destruição, mortes e cabeças rolando" vira seu mantra.
Então, o bonitinho chega em casa, e age como se nada tivesse acontecido, e pra ele, não aconteceu. (ódio, ódio, ódio. Se eu pudesse eu matava mil!) Você explode, vocês brigam, até que você percebe como agiu o dia inteiro, se sente super mal, chora, pede desculpas e afins.

Tudo isso citado acima, não dá pra controlar. Sério, eu não sou uma pessoa emotiva, mas já aconteceu de entrar num restaurante, ver um monte de carne, pensar nas vaquinhas e começar a chorar incontrolavelmente por que elas morreram (se você for pensar, é uma coisa chata, mas não justifica o choro). Aí, você chora mais pelo mico de estar chorando em um local público, e mais ainda por não conseguir parar.
Loucura? Talvez.

O importante é: TPM ou não, se ela tá diferente, dando respostas curtas, ou você acha que tem algo errado, não pergunte na hora. Por que meu querido, em 95% dos casos, só vai piorar. Mesmo sem saber o que é, seja o mais amável possível (faça uma massagem, algo que ela goste, sei lá) e comece a conversar. Vale até um "como foi o dia hoje?" (se você tiver certeza que não é o causador ou ela estiver mais calma).

Parece que sempre quem causa a briga somos nós, mas não é espontâneo, do nada. Sempre tem uma coisinha que é o estopim. As mulheres são mais intensas, e as pequenas coisas passam desapercebidas pelos homens. A conversa é o melhor jeito de resolver, mesmo que homens em geral não gostem. Por que sim, a gente fala o que nos irrita, é só querer ouvir. fikdik.

Lucy adora falar (como vocês viram pelo tamanho do texto) e talvez por isso, é solteira. Se você não tem problemas de comunicação, beijomeliga.

Links para esta postagem

Copyright © 2009 De Responsa All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.